A ciência por trás de lavar o rosto

Qual a melhor maneira de limpar o rosto? Com qual produto? Qual a frequência?
Dando uma olhada nas prateleiras das farmácias e supermercados, e nos catálogos de produtos cosméticos de diferentes marcas, vemos que este é um nicho de mercado muito importante para as indústrias também… Por isso é importante conhecer um pouco mais o que é cada produto, e o que eles realmente podem fazer por nós antes de desperdiçarmos nosso rico dinheirinho neles!
Nós dermatologistas concordamos que existem muitos métodos aceitáveis ​​para a remoção de óleo e sujeira do rosto, mas as necessidades de cada indivíduo são diferentes e o que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra.

A limpeza não pode ser muito agressiva, para não remover a gordura existente entre as células, conhecida como barreira lipídica. Esta camada de lipídeos é responsável pela proteção da pele, e por mantê-la macia e suave.
Por isso, é importante consultar um dermatologista, que pode sugerir uma rotina de limpeza baseada nas necessidades individuais e no estilo de vida de cada pessoa. Além disso, a limpeza deve ser compatível com os outros tratamentos e produtos que você estiver realizando no momento.
Aqui vamos conhecer um pouco mais sobre os produtos disponíveis para a limpeza da face:
Limpadores faciais – sabões
Um sabonete em barra típico é altamente perfumado e contém ingredientes detergentes muito agressivos para a face, sendo mais adequado para o corpo. Portanto EVITE lavar seu rosto com sabonetes comuns!

Um limpador (cleanser) livre de sabão é chamado SYNDET, e é produzido com detergentes sintéticos que tem um Ph menor e agridem menos a pele. A maioria dos produtos para limpeza facial são deste tipo. Note que eles evitam usar a palavra ´sabonete`, substituindo-a por gel de limpeza, cleanser, mousse de limpeza, espuma de limpeza, etc. Escolha um deste tipo para sua face, levando em conta se ela é seca, oleosa, mista…
Creme de Limpeza
Cremes de limpeza são uma boa opção para peles secas, e para limpar e remover maquiagem em um só passo. Podem ser enxaguados ou não.
Produtos abrasivos – Scrubs
São produtos que promovem uma esfoliação da pele, deixando-a mais lisa. O grau de esfoliação é variável, dependendo do tamanho e da solubilidade das partículas utilizadas. O maior problema é que estes grânulos podem causar irritação, vermelhidão e pequenas lesões nas peles sensíveis. Devem ser usados com muita cautela por pacientes em uso de ácidos.
Utensílios para limpar a pele
O desejo por uma limpeza mais profunda do que pode ser conseguido usando os próprios dedos levou ao desenvolvimento de vários utensílios e ferramentas de limpeza, promovendo e interação entre a ação química do limpador e a ação física de um instrumento. São eles: esponjas, malhas, bolsas contendo um limpador em seu interior, e até escova elétrica facial.
Estes instrumentos auxiliam a interação entre o produto químico de limpeza, mas sua ação depende da pressão aplicada, lembrando sempre que a limpeza não pode ser dolorosa!

 

E novas opções não param de surgir. A verdade é que nenhum método é milagroso, e a limpeza da face, por melhor e mais necessária que seja, não vai sozinha conseguir grandes resultados. É preciso cuidar da pele como um todo, protegê-la do sol, ativar os mecanismos de reparo contra o envelhecimento. Para isso, nada melhor do que uma consulta ao dermatologista, para sua pele ficar 100% tratada!