Manchas de limão – fitofotodermatose

Limonada, caipirinha, uma porção temperada com limão: ótimas idéias para praia ou piscina, né? Mas esta história pode acabar mal… O limão (e outras frutas cítricas) possuem substâncias chamadas furocumarínicos, que na pele se tornam tóxicas em contato com o sol. O resultado é uma queimadura, que geralmente se inicia com vermelhidão e ardor após 24 horas da exposição solar, e se intensifica nos primeiros dias, chegando a causar bolhas em alguns casos. Geralmente evolui com mancha escurecida, que pode levar até meses para regredir. Então, o melhor mesmo é prevenir!

Evite usar limão ou outros cítricos quando for se expor ao sol, e se o fizer lave bem as mãos, boca e onde mais ele possa ter atingido. Cuidado também para não encostar nas crianças enquanto estiver manipulando o limão.

E caso perceba alguma mancha deste tipo, você já sabe: procure um dermatologista! O tratamento correto pode aliviar os sintomas, diminuir a pigmentação e evitar maiores transtornos.