Não existe rejuvenescimento sem preenchimento!

Outro grande tópico do Congresso Brasileiro de Dermatologia 2014 foi o rejuvenescimento “3 D” da face.

Para iniciar esta conversa, vamos ter que falar um pouco de anatomia.

O envelhecimento facial não é só da pele.

Os ossos vão se tornando cada vez mais achatados; a gordura sob a pele também sofre a ação do tempo e é reabsorvida. O resultado é que os contornos da face tornam-se côncavos, com áreas de sombras, já notaram? Para ver isto você pode comparar fotos 3×4 e ver como a face se torna mais murcha como decorrer dos anos.

Como combater então este processo de achatamento da face?

A resposta está no PREENCHIMENTO. A idéia é reestruturar a face, devolvendo a convexidade e diminuindo as áreas de sombras. O dermatologista vai avaliar seu rosto e cuidadosamente detectar as áreas em que a gordura foi perdida, e recriar pelo menos parte deste volume com um gel. O produto mais usado é o ácido hialurônico. Com técnicas modernas e o uso de cânulas é possível injetar este produto nas áreas deprimidas com apenas um furo na pele. O procedimento é feito no consultório com anestesia tópica. O resultado é imediato, mas pode ocorrer um inchaço temporário no local. O produto dura em média 12 meses.

Mas o objetivo é aumentar as “maçãs do rosto”? Vou ficar com “cara de bolacha”?

Não, definitivamente NÃO! O trabalho é feito com pequenos volumes, para ser o mais discreto possível. O objetivo é ficar com o rosto mais bonito, com um aspeto mais jovial, e principalmente MAIS SAUDÁVEL! (Pois afinal, desde os tempos de nossos tataravós, bochechas são sinal de saúde…)

O recado de hoje é este: se a face envelhece em todas suas as camadas, não podemos nos ater em tratar apenas a primeira!