Os cabelos também envelhecem!

O envelhecimento da pele já é um velho conhecido de todo mundo. O que pouco se fala é que o cabelo também envelhece!

Apesar de a queixa principal quanto aos cabelos ser a queda, tenho certeza que você já notou que seu cabelo não é o mesmo durante toda sua vida.

Quando falamos sobre envelhecimento dos cabelos não estou falando apenas dos cabelos brancos. Nossa conversa hoje vai um pouco além, vamos falar da espessura e da quantidade/densidade.

Desde a infância, os fios apresentam um progressivo espessamento e ficam mais grossos. A espessura final é determinada geneticamente. Este processo ocorre até os 35 anos, quando eles começam a fazer o caminho inverso e ficar mais finos e menos pigmentados.

Já a quantidade de fios também diminui, pois alguns folículos progressivamente deixam de funcionar e produzir o fio de cabelo. O resultado é o cabelo mais ralo, e o couro cabeludo mais visível.

Este processo ocorre em todas as pessoas. Nos homens ele é evidente após os 30 anos, e aos 60 anos uma grande parte dos homens apresentam algum grau de calvície.

Pode-se somar ao envelhecimento capilar natural o efeito do hormônio masculino, que em pessoas geneticamente predispostas pode acelerar a perda dos fios, tanto nos homens (alopécia androgenética) quanto nas mulheres (alopécia de padrão feminino).

Os cabelos brancos são uma característica genética também! O fio branco geralmente é mais rígido, pois contém menos melanina e o “espaço” é ocupado por mais queratina. Você provavelmente já notou como os fios brancos ficam mais espetados, né? Agora você sabe a resposta! Ah, e tem mais: o fio branco cresce mesmo mais rápido que o fio pigmentado, não é só um impressão…

E os pelos do corpo também envelhecem! Geralmente eles diminuem e também podem tornarem-se grisalhos e brancos (um pouco mais tarde que os cabelos). Maaasss, alguns pelos ao invés de afinar e diminuir, podem engrossar! Isto mesmo, nas mulheres isto ocorre na face, queixo e ao redor dos lábios, e nos homens nas sobrancelhas, nariz e orelhas.

Assim como o processo de envelhecimento em geral é muito diferente entre as pessoas, o envelhecimento capilar também é. Por isso, é importante uma avaliação dermatológica para excluir algumas doenças que ocorrem no couro cabeludo. Só depois disso podemos dizer se os cabelos estão apenas envelhecendo…

Até mais!