Tudo o que você precisa saber sobre QUEDA DE CABELO!

A queda de cabelo é uma das queixas mais frequentes no consultório dermatológico. Nem sempre é a queixa principal, que levou a pessoa a procurar o dermatologista, mas observo que uma boa porcentagem das pessoas, principalmente entre as mulheres, acredita que tem queda de cabelo exacerbada.

A primeira coisa que precisamos saber é se realmente o cabelo está caindo acima do normal. Todo mundo perde em média 100 a 120 fios por dia. Estes fios costumam cair ao pentear e ao lavar os cabelos, por isso quanto mais dias sem lavar os cabelos, mais fios vão cair na próxima lavada.

Durante a consulta, o dermatologista vai realizar o teste de tração, para avaliar se existe uma queda acentuada, e vai observar um dado muito importante: se existem áreas de falha. Se não existem áreas “peladas” ou áreas de cicatrizes já excluímos várias patologias.

O próximo passo é avaliar se existe rarefação capilar. Toda queda importante resultará na diminuição da quantidade dos fios. Outro dado a ser avaliado é a quantidade de fios novos, que indicam a reposição dos cabelos que caíram.

Caso o médico colete evidências que seu cabelo aparentemente está caindo acima do normal, ele vai solicitar alguns exames e fazer uma investigação sobre seus antecedentes, para tentar identificar alguma causa.

As causas mais comumente associadas à queda de cabelo são as seguintes: perda de peso, doença febril, cirurgias, parto, alterações na tireóide, anemia, e estresse. Estes eventos geralmente ocorrem cerca de 2 a 4 meses antes de iniciar a queda de cabelo. Este tipo de queda é transitória, e geralmente auto-limitada, isto é, vai melhorar sozinha. O nome que damos a este transtorno é EFLÚVIO TELÓGENO.

Agora o que vou falar é experiência pessoal, após alguns anos atendendo em consultório. Notei dois fatos curiosos sobre queda de cabelo que vou compartilhar com vocês. As mulheres notam mais os fios de cabelos caídos quando passam a morar ou trabalhar em um local em que o piso é claro. A quantidade de fios que caem na realidade não mudou, mas o piso claro evidencia os fios, e surge a preocupação. O outro fato, seguindo a mesma linha, é das mulheres recém-casadas. Os homens, por em sua maioria usarem cabelos curtos e os lavarem todos os dias, não notam fios pela casa. Quando passam a conviver com uma mulher de cabelos longos, e encontram estes fios pela casa, se assustam, e criam na companheira esta “pulga atrás da orelha”: será que meu cabelo está mesmo caindo muito?

Na dúvida não tem jeito: procure seu dermatologista, ele é o profissional mais capacitado para cuidar dos seus cabelos.

Espero que este bate-papo virtual tenha sido útil para vocês!

Até o próximo blog!